Psoriase e terapias

“A psoríase é uma doença crónica da pele, não contagiosa, que pode surgir em qualquer idade e que afecta 1 a 3% da população. O seu aspecto, extensão, evolução e gravidade são muito variáveis, caracterizando-se, geralmente, pelo aparecimento de lesões vermelhas, espessas e descamativas, que afectam preferencialmente os cotovelos, joelhos, região lombar e couro cabeludo. Nos casos mais graves, estas lesões podem cobrir extensas áreas do corpo. As unhas são também frequentemente afectadas, com alterações que podem variar entre o quase imperceptível e a sua destruição. …
A origem da psoríase não está totalmente esclarecida, embora se saiba que é geneticamente determinada e envolva alterações no funcionamento do sistema imunitário, que provocam inflamação e aumento da velocidade de renovação das células da epiderme (camada mais superficial da pele).
O facto de ser geneticamente determinada não implica que a hereditariedade de pais para filhos seja obrigatória. Contudo, verifica-se uma maior probabilidade de aparecimento da doença em pessoas que tenham familiares portadores da mesma
Não existe uma cura definitiva para a psoríase, mas sim um conjunto variado de tratamentos, cujo uso isolado ou em associações permite controlar os sintomas na maioria dos casos .”
Fonte: Associação Portuguesa de Psoríase

Aconselham-se Emolientes para uso diário para controlar a descamação, pois permitem que as placas fiquem mais hidratadas, aumentando a penetrabilidade dos produtos recomendados pelo dermatologista. Pode também fazer envolvimentos com lamas, que por serem ricas em minerais vão ajudar a aumentar a regeneração da pele. Escolher sempre produtos 100% naturais pois é menor a probabilidade de provocar situações alérgicas.

Envolvimento com Lamas: clicar para ver produto.

Emolientes:
Clicar para ver produto1

Clicar para ver produto2

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer contribuir com a sua opinião?
Contribua com a sua opinião!

Deixar uma resposta